Fiquem tranquilos, não há combate

É quase uma regra que durante os desfiles das Escolas de Samba, alguém irá proferir uma blasfêmia ou colocar uma ofensa direta aos cristãos. Nada mais natural, afinal, carnaval é a festa mais esperada por quem quer se esbanjar em seus prazeres, como se fosse uma espécie de salvo-conduto para o pecado. Em 2019, não poderíamos fugir dessa regra. A Gaviões da Fiel ganhou as redes sociais por conta de uma cena em que sua comissão de frente encenava um combate entre Jesus e o diabo e logo as redes sociais foram tomadas por cristãos ofendidos com a cena de um Cristo sobrepujado pelo mal. Nós postamos uma foto sobre o ocorrido no Instagram do Cristão Racional, e é sobre a ideia contida nessa foto que esse texto se trata.

Conflito de sementes

Em Gênesis 3:15 logo após o pecado do homem e instantes antes de sua expulsão do Éden, Eva diz a Deus que quem ofereceu o fruto da árvore do bem e do mal para ela foi a serpente (diabo). Deus então se vira para o diabo e diz:

Estabelecerei inimizade entre ti e a mulher, entre a tua descendência e o descendente dela; porquanto, este te ferirá a cabeça, e tu lhe picarás o calcanhar”.
Versão King James

Esse trecho, é chamado por alguns teólogos de “proto-evangelho” pois de forma bem direta expressa todo o conteúdo da mensagem salvífica de Jesus Cristo: a derrota de satanás é uma certeza. A mensagem de redenção do homem já estava selada. O termo usado em hebraico para ferir, também pode ser traduzido como “esmagar, moer, destruir”, ou seja, o que temos então, é uma cena onde Cristo provoca uma ferida mortal na serpente, enquanto esta apenas lhe provoca uma picada no calcanhar, não sendo capaz de proporcionar maiores danos. Podemos dizer que a única coisa que satanás é capaz de proporcionar a Cristo é um incômodo momentâneo, ao passo que, o que recebe de Jesus, é algo irreversível.

Não há combate

Uma das minhas cenas favoritas no primeiro filme dos Vingadores, é quando em sua primeira aparição Loki diz a Nick Fury que não há conversa entre o verme e a bota que o esmaga. A imagem que temos de uma luta, é justamente a ideia hollywoodiana da coisa, na qual temos o herói que ao encarar o vilão pela primeira vez perde de forma humilhante, passa pela chamada “jornada do herói”, aprende novas habilidades (ou aprende a controlar os seus poderes) e volta muito mais preparado para encarar o inimigo, que após cenas emocionantes de batalha é derrotado. É por termos essa ideia infiltrada em nossas mentes que nos ofendemos com a cena retratada pela Gaviões da Fiel, por conta do medo que sentimos de que aquilo seja de alguma forma verdade e que Jesus não consiga derrotar seus inimigos, ou precise de mais tempo para compreender a dimensão de seus poderes e coisas do tipo.

Para esse tipo de enredo funcionar, é necessário que as forças opostas possuam o mesmo poder de modo a rivalizarem entre si. Porém, quando compreendemos quem de Cristo O é, entendemos que não há combate. Pelo simples motivo de que satanás não tem condições de rivalizar com aquele que detém todo o poder e autoridade.

Em Mateus 28:18, Jesus diz aos discípulos que todo o poder foi lhe dado nos céus e na terra, e que por isso, eles deveriam ir à todas as nações fazendo discípulos. A missão não é apenas para anunciar qualquer pessoa, é para anunciar aquele que possui todo o poder. O poder de Cristo não se limita a milagres, Ele possui todo o poder. Fomos alcançados por sua graça, porque Ele possui poder sobre toda a criação, vida e morte, autoridades terrenas e espirituais, potestades e principados. Nada escapa de sua mão, nada pode removê-lo de seu trono! Seja no local mais profundo de nosso pequeno planeta ou na galáxia mais longínqua, tudo está sob sua autoridade. Mesmo as ações de satanás dependem da permissão dEle. Mesmo enquanto homem, Jesus derrotou o diabo quando foi tentado pelo próprio cara a cara, em condições piores de quando a serpente conseguiu provocar a queda do homem. Não há combate quando se enfrente aquele que detém toda a autoridade e poder!

Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu, e o principado está sobre os seus ombros, e se chamará o seu nome: Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz.
Do aumento deste principado e da paz não haverá fim, sobre o trono de Davi e no seu reino, para o firmar e o fortificar com juízo e com justiça, desde agora e para sempre; o zelo do Senhor dos Exércitos fará isto.

Isaías 9:6,7

Para aqueles que ainda temem o poder de satanás ao afrontar o filho de Deus, a Palavra é bem clara sobre o resultado que devemos esperar:

Romanos 16:20
E, sem demora, o Deus da paz, esmagará Satanás debaixo dos vossos pés. A graça do nosso Senhor Jesus seja convosco! Saudações da equipe de Paulo

1 Coríntios 15:25
Porque é necessário que Ele reine até que absolutamente todos os seus inimigos sejam prostrados debaixo de seus pés.

Hebreus 2:8
tudo sujeitaste debaixo dos seus pés”. E ao sujeitar-lhe todo o Universo, nada deixou que não lhe fosse sujeito; contudo, hoje ainda não vemos que todas as coisas estejam submissas a ele;

Salmos 110:1
Salmo de Davi. Assim declarou o SENHOR ao meu Senhor: “Assenta-te à minha direita e aguarda, enquanto de teus inimigos faço um objeto de descanso para teus pés!”

Mateus 26:64
“Tu mesmo o declaraste”, afirmou-lhe Jesus. “Contudo, Eu revelo a todos vós: Chegará o dia em que vereis o Filho do homem assentado à direita do Todo-Poderoso, vindo sobre as nuvens do céu!”

Hebreus 1:3
Ele, que é o resplendor da glória e a expressão exata do seu Ser, sustentando tudo o que há pela Palavra do seu poder. Depois de haver realizado a purificação dos pecados, Ele se assentou à direita da Majestade nas alturas,

Celso Amaral

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *