Animais como filhos, crianças como animais

Recentemente, ouvi um vídeo que minha esposa assistia no Facebook, no qual um casal apresentava a irmãzinha, para o integrante anterior da casa. Expressões como: “olha sua irmãzinha”, “não falamos que íamos trazer sua irmãzinha para casa?” são as que mais se repetem no decorrer do vídeo. Confesso que, ao ouvir tudo aquilo, até me emocionei e fui conferir a cena completa. Qual não foi o meu espanto ao ver que a irmã mais velha que recebia a mais nova membra da família, era uma cadela? Fiquei estarrecido com a situação, o que me trouxe de volta a uma situação que tenho comentado com frequência: quais os limites para uma interação saudável entre pessoas e animais de estimação?

Continuar lendo “Animais como filhos, crianças como animais”