Aborto: liberdade ou assassinato?

“O aborto não é uma opção, é um filho”
June Hunt

“Acho que o inimigo número um da paz é o aborto, porque é uma guerra contra a criança, uma matança direta de crianças inocentes perpetrado pela mesma mãe. E se nós aceitamos que uma mãe pode matar seu próprio filho, como podemos pedir a outras pessoas para não matar um ao outro? … Através do aborto, a mãe não aprende a amar, mas mata seu próprio filho para resolver seus problemas … Qualquer país que aceite o aborto não está ensinando o seu povo a amar, mas a usar a violência para conseguir o que deseja. Portanto, o pior inimigo do amor e da paz é o aborto. “

Madre Teresa de Calcutá Continuar lendo “Aborto: liberdade ou assassinato?”