O que cristão devem fazer em situações como a do Novo Coronavírus?

A OMS declarou a situação do Coronavírus (COVID-19) como sendo uma pandemia, mas o que isso significa? Em resumo, significa que a doença tem potencial para uma contaminação global. Diante desse cenário caótico, muitos charlatães se manifestam dizendo que se trata do Apocalipse, prometem curas e proteção contra a contaminação, etc. Assim sendo, é necessário que saibamos como agir de forma ética e sábia.

O que um cristão NÃO DEVE fazer em casos de pandemia:

1. Dizer às pessoas que é tarde demais! – Sempre há a possibilidade de cura, seja por vacina, seja por uma adaptação do corpo humano ao novo vírus. Esse tipo de fatalismo apenas gera pânico e desespero.

2. Dizer às pessoas que não é grande coisa! – Mesmo possuindo uma taxa de letalidade abaixo de outras pandemias recentes, o Novo Coronavírus tem uma taxa de contágio muitas vezes maior, e é bastante nocivo às pessoas com saúde comprometida. Diabéticos estão no grupo de risco e o Brasil é um dos países com o maior número de diabéticos no mundo, então é necessário pensar no contágio dessas pessoas.

3. Agir como especialista – A internet é uma bomba de informações. Por isso, é muito comum que por consumir muita notícia e dados, se ache um especialista na área. Converse e leve o vírus a sério, mas, não afirme aquilo que nem os especialistas de verdade sabem, ainda.

4. Agir de acordo com sua visão política – A polarização em nosso país é quase palpável, e por isso, sempre há aqueles que usam o que o lado oposto diz para formar uma opinião contrária, apenas com o intuito de persistir em uma disputa tola. Tempos de crise como esse, são perfeitos para políticos formarem seguidores cada vez mais fieis. Não seja um deles.

Agora, o que um cristão DEVE fazer?

1 – Orar
2 – Confiar em Deus
3 – Mostrar COMPAIXÃO tanto pelos infectados como por aqueles que estão nos grupos de risco
4 – Dar graças em todas as circunstâncias.

Texto adaptado da postagem do Reverendo Kevin DeYoung no Twitter
Arte: Jessica Sarahland

Celso Amaral

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *