Tamar

Tamar aparece na Bíblia apenas em Gênesis 38 (não confundir com a Tamar, irmã de Absalão).

Essa história se desenrola no meio da história de José. Fazendo um contraste entre a integridade de José e a imoralidade de seu irmão Judá. Contudo, o tema em pauta aqui é a nora de Judá: Tamar.

Judá sai de onde estão seus irmãos e vai morar na casa de um Adulamita, chamado Hira. Lá conhece uma mulher cananeia por nome de Sua, com a qual teve três filhos, a saber; Er, o primogênito, Onã e o caçula Selá.

Judá é quem escolhe a Tamar para ser esposa de seu primogênito, Er.

A Bíblia diz que Er era mau aos olhos do Senhor, pelo que o Senhor o matou (Gn 38.7). Com isso, seu irmão, Onã, deveria casar-se com Tamar e ter filhos com ela para que esse filho fosse do seu irmão Er e assim desse continuidade a sua linhagem (era a lei do levirato. Dt 25. 5, 6 “Quando alguns irmãos morarem juntos, e alguns deles morrer e não tiver filho, então, a mulher do defunto não se casará com homem estranho de fora; seu cunhado entrará a ela, e a tomará por mulher, e fará a obrigação de cunhado para com ela. E será que o primogênito que ela der à luz estará em nome de seu irmão defunto, para que o seu nome se não apague em Israel”) Onã, contudo, sabendo que o filho não seria seu, mantinha relações com Tamar, mas ejaculava fora, o que fez com que Deus o matasse (Gn 38. 9, 10).

Judá ao ver que seus filhos eram mortos, decidiu não dar seu filho mais novo para Tamar (Gn. 38. 11, 26). Mandou-a para casa de seus pais, dizendo-lhe que daria seu filho assim que ele fosse homem (adulto). O que na verdade era mentira.

Nesse tempo morre a esposa de Judá e após passar seu tempo de luto, ele vai tosquiar suas ovelhas, o que era feito com festa. Sua nora, Tamar ao saber disso, tira as roupas de luto e vai até onde seu sogro estaria. Finge ser uma prostituta e com o rosto encoberto para que não fosse reconhecida. Judá oferece um cabrito para deitar-se com ela, mas como não tinha o cabrito em mãos, deixa um penhor para deitar-se com ele até que fosse trazido o cabrito a ela e ele pegasse novamente o seu penhor, no caso, o selo, o bordão e o cajado. Eram objetos que identificavam a pessoa.

Passados três meses, a notícia de que Tamar estava grávida chega até Judá. A reação dele foi mandar matá-la queimada. Contudo, Tamar leva o selo, o bordão e o cajado, objetos que identificavam a pessoa, ou seja, não tinha como não saberem que era de Judá. Judá cai em si e diz: “Mas justa é ela do que eu, porquanto não a tenho dado a Selá, meu filho”.

Tamar teve gêmeos e chamou seus filhos de Perez e Zerá.

Algumas coisas é preciso falar sobre essa mulher.

Tamar, talvez, ao olharmos a história com um olhar machista, podemos criticá-la pelo fato de ter ido até onde o sogro estava e deitar-se com ele, passando-se por uma prostituta. Mas fato é que, o que ela fez foi amar seu marido falecido. Podemos até achar estranho isso, mas existia uma lei no Oriente Médio, onde depois foi colocada na lei de Moisés, em que o nome do marido falecido deveria ter seguimento e para isso o irmão do falecido deveria ter relações com a viúva e assim o filho seria do falecido, no caso de não ter irmão, um parente próximo deveria fazer isso.

Tamar foi baseada numa lei da época, e como disse, por amor ao seu marido falecido. Amor sim. Porque não queria que o nome de seu marido fosse apagado da história, pois sem filhos, o nome de seu marido não teria seguimento. O próprio Judá mostrou que ela havia agido com justiça.

Logo, Tamar é um exemplo de amor pela família. Mulher que foi atrás de seu objetivo. Estava esquecida na casa de seu pai por Judá que não quis dar-lhe seu filho mais novo. Contudo, isso não a fez se lamentar, mas levantou-se e foi correr atrás daquilo que deixaria o nome de seu marido na história.

Deus deu a ela a honra que talvez ela nem esperasse. Teve dois filhos gêmeos, Perez e Zerá. Perez entrou na genealogia de Jesus Cristo. (Rute 4. 12, 18-22).

Uma mulher que fez com que nome de seu marido entrasse na genealogia de Jesus Cristo.

Autor: Pb. Alex Torres
Igreja Evangélica Assembleia de Deus Jardim Inamar – Campo Taboão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *